segunda-feira, 11 de junho de 2007

|Bagasexta|

Pra começo de conversa:
Pra comemorar a semana dos namorados, que tal uma festinha sem toda aquela turma?
Eu e a Aline (que pra quem ta desinformado é minha namorada) fizemos isso. Fomos só nós dois em uma festa e gostamos. Para registrar, segue abaixo o primeiro post escrito a quatro mãos do Coisas Urbanas. Bom proveito.
Finalmente fomos na Tradicional Bagasexta, festa realizada há mais de cinco anos em Porto Alegre. Fomos meio sem saber o que íamos encontrar pois não conhecemos ninguém de carne e osso que tenha ido lá. Achávamos que era uma peça teatral ou alguma outra coisa sei lá o que. No fim das contas é uma grande festa temática. A que nós fomos era a Bagasexta Grenal. Igual nós dois.

A Bagasexta é a festa mais Porto Alegre de Porto Alegre.

Poderia muito bem ser realizada na Cidade Baixa que estaria em casa, mas é ali no bairro Floresta, entre boates, prostitutas de rua e escuridão, em uma rua escura e cinza em meio aos antigos depósitos abandonados que um prédio laranja se destaca. É neste prédio que se diverte o povo da Bagasexta.

A função já começa na fila onde os atores interagem com as pessoas que aguardam brincando com o público e já dando uma amostra do que está por vir.
Tudo é muito “tosco” e improvisado. Não tem nada luxuoso. É um depósito e lembra um pouco das festas de garagem com algumas mesas nos cantos. Numa das pontas do depósito tem uma espécie de palco improvisado onde serão realizadas peças teatrais também improvisadas. No meio da festa os festeiros são convidados a se transformar em público e participar da confusão que é armada. Não tem cadeira, senta-se no chão mesmo.

O público é bem variado. Não te assuste se olhar para o lado der de cara com o teu professor da 1ª série aos beijos com uma gatinha com não mais que 18 anos... e nem se surpreenda se deres de cara com um casal com toda a pinta de quem está comemorando seus 30 anos de casado. Todo mundo dança com todo mundo, a azaração é solta. Homens e mulheres rindo, brincando, dançando, beijando... não necessariamente nesta ordem!

Em resumo, a festa tem um pouco de tudo o que nós imaginávamos: tem teatro, música, uma “fauna” variada e um ótimo “clima”, facilitado pelo atores-animadores.

O banheiro é unisex, não que não tenha uma para homens e outro para mulheres, o problema é definir o que é homem e o que é mulher. Na dúvida, se entra no que estiver mais vazio. Como dissemos antes, a “fauna” é variada.

Tem estacionamento, e o cardápio é com preços acessíveis. O som é muito bom tocando desde sucessos dos anos 80, passando por música da Xuxa e funk até os sucessos atuais.

Só indo e provando como é gostoso.

Antes do fim:
Para mais informações sobre o povo da Bagasexta, você pode acessar o site da turma. O endereço é http://www.depositodeteatro.com.br/. Tem comunidade no Orkut também. Te vira e procura.

2 comentários:

Anônimo disse...

Que coisa mais gostosa ir na Bagasexta!

Beijos!

Aline

Edimar disse...

Eu ja tinha ouvido falar disso e achei bem interessante, deve ser legal!